banner.gif
contato
Próximas Atividades
08/07/17, sábado, 16h

Palestra sobre " A história da Greve de 1917 em uma perspectiva espacial" com Amir El Hakim, professor de geografia- Unesp.

 
24/06/17, sábado, 16h

Debate sobre "Anarquismo nos Balcãs: História e Atualidade do Anarquismo na Região dos Balcãs"  com a presença dos companheiros da Federação Anarquista Eslovena e Croata

 
29/07/17, sábado, 16h

Apresentação do Monólogo " Iê: A Guerra do Paraguai, a Capoeira e os Zuavos Baianos" com interpretação de José Faustino

 
02/09/17, sábado, 16h

Debate marcando o centenário da Revolução Russa com a presença de Frank Mintz, historiador, militante anarquista membro da CNT-França

 
28/10/17, sábado, das 14 as 18h

Seminário sobre Experiências com Grupos Educativos para Homens Responsabilizados pela Lei Maria da Penha, com divisão de vários temas e condução de convidados pelo Fórum de Gênero e Masculinidades do Grande ABC

 
20/05/17, sábado, 16h

Debate com o coletivo Centro de Defesa com a Rua sobre o tema "Violência Institucional e a Resistência do Povo de Rua"

 
06/05/17, sábado, 16h

"Primeiro de Maio: historia internacional de um dia anarquista", conversação com Amir El Hakim (professor de Geografia - UNESP) e Federico Ferretti (Professor de Geografia na UCD Dublin)

 
Quem está conectado?
Nós temos 5 visitantes online
Noticias
02/09/17, sábado, 16h -

Debate marcando o centenário da Revolução Russa com a presença de Frank Mintz, historiador, militante anarquista membro da CNT-França


20/05/17, sábado, 16h -

Debate com o coletivo Centro de Defesa com a Rua sobre o tema "Violência Institucional e a Resistência do Povo de Rua"


08/07/17, sábado, 16h -

Palestra sobre " A história da Greve de 1917 em uma perspectiva espacial" com Amir El Hakim, professor de geografia- Unesp.


06/05/17, sábado, 16h -

"Primeiro de Maio: historia internacional de um dia anarquista", conversação com Amir El Hakim (professor de Geografia - UNESP) e Federico Ferretti (Professor de Geografia na UCD Dublin)


29/07/17, sábado, 16h -

Apresentação do Monólogo " Iê: A Guerra do Paraguai, a Capoeira e os Zuavos Baianos" com interpretação de José Faustino


24/06/17, sábado, 16h -

Debate sobre "Anarquismo nos Balcãs: História e Atualidade do Anarquismo na Região dos Balcãs"  com a presença dos companheiros da Federação Anarquista Eslovena e Croata


28/10/17, sábado, das 14 as 18h -

Seminário sobre Experiências com Grupos Educativos para Homens Responsabilizados pela Lei Maria da Penha, com divisão de vários temas e condução de convidados pelo Fórum de Gênero e Masculinidades do Grande ABC



., © .

Direito e Anarquia

Como sugestão de leitura para a discussão do dia 15/10, às 14hs, no CCS-SP, seguem três títulos,  muito interessantes sobre o tema :

 

Tema a ser abordado no 10ª Expressões Anarquistas, por Eduardo Dezena, advogado, membro do Coletivo Fenisko Nigra e do CCS/SP, o direito, no que se refere à normatização coletiva ou reivindicações legalistas é pauta para discussões de há muito tempo no meio libertário. O livro"Contra los Jueces" de Aníbal D’Auria serve de preambulo para esse debate.


Para baixar o arquivo em pdf, clique aqui.

 

A Anarquia Perante os Tribunais , Pietro Gori , 68 página, 12x18 cm, editora: Achiamé, R$ 5,00 + R$ 2,95 frete

Este livro documenta o célebre discurso de defesa de Pietro Gori no chamado processo-crime dos Anarquistas de Gênova e compendia os princípios ideológicos professados pelo autor. Documento importante para a história do anarquismo e em termos mais gerais das lutas contra o Estado que os Tribunais defendem brandindo o mito de uma justiça que obras como esta tão claramente põem a nu.

Clique aqui para adquirir.

 

O Anarquismo no Banco dos Réus (19691972), Edgar Rodrigues , 1933, 206 páginas, 14x21cm,ilustrado,  editora: Achiamé R$ 15,00 + R$ 4,70 frete

Em junho de 1957 morre José Oiticica. Alguns de seus amigos fundaram o Centro de Estudos Professor José Oiticica, que ficava na Av. Alm. Barroso, 6 - s/1101, local onde antes Oiticica ministrava seus cursos. A partir de sua fundação o Centro ocupou-se em continuar realizando cursos e conferências. De 1964 a 1969 patrocinou diversos eventos e seminários. A partir de 1964 o CEPJO vinha sendo prejudicado pela "revolução" que publicara uma enxurrada de leis punitivas. Sempre, no decorrer das palestras realizadas semanalmente no Centro, apareciam pessoas estranhas aos meios culturais. Em 1969 a Aeronáutica invadiu o Centro. Este livro conta esta história e também do inquérito policial-militar que se seguiu.

Clique aqui para adquirir.